terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Amor


Quem és tu criatura

Que impele a essência do meu viver

Na metamorfose do que fui outrora

Agora ofuscada num sofrer



Solto desvairadamente

O grito da garganta dormente

Na busca de um desígnio

Que minha dor acalente



Quem és tu criatura

Que me arrasta neste viver

Uma mão cheia de nada

Outra gasta de sofrer



Grito desvairadamente

Sem saber o que fazer

Numa busca sem sentido

De outra forma de viver



Antes davas-me carinho

Hoje razões para sofrer

Quem és tu criatura

Que teimas em me prender

11 comentários:

  1. Maravilhosa poesia,minha amiga! Passei aqui para te agradecer pela gentil visita que me fizeste!Que Deus te abençôe e que Sarah Kali te clareie os caminhos na Vida!Um forte abraço a unir nossas raças...Que a Paz esteja contigo! Beijo no teu lindo coração!

    ResponderEliminar
  2. Será essa criatura o AMOR...
    Beijo d'anjo

    ResponderEliminar
  3. Vim agradecer a tua visita e conhecer o teu espaço.
    Gostei!
    Até o fundo lilás é ao meu gosto :)
    Este poema é muito bonito. Li alguns para trás e agradou-me particularmente "Rua da minha cidade" - muito bom!

    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderEliminar
  4. São esses os trâmites do amor! Chega pleno de alegrias, de encantos e, se parte, leva consigo a paz, a ventura e nos deixa nada mais que saudade.
    Assim é o amor!...
    Seus versos são lindos.
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Bel, muito Bel-O o teu poema!!!

    O Amor é como uma droga, sem ele o ser umano não consegue sofrer, mas tanta vez nos empurra para a margura...

    Beijinhos e dia Feliz!!!

    ResponderEliminar
  6. Cara Bel:

    não pode estar a falar de outra pessoa! Só você tem poder para fazer isso a si mesma. Vem de si e não dele, por isso...

    ResponderEliminar
  7. Passei para um beijo...



    PALAVRA


    O amor...
    Palavra pequena...
    Palavra simples...
    Mas palavra...

    ......

    Palavra...
    Que é...
    Forte...
    Palavra...
    Que é...
    Imprescindível...

    ......

    Que todos querem...
    Pois quem não sabe...
    ...Amar...
    Não sabe também...
    ...Viver!...

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  8. Os clamores da vida!

    "O amor é como uma droga" - leio acima!

    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Bel,

    Passo para te deixar um beijo e um sorriso :)

    Margusta

    ResponderEliminar
  10. Deixei o acesso ao meu blog apenas à leitores convidados. Gostaria de lhe enviar um convite. Envie seu email do blog para o meu: angelica3292@gmail.com.

    Aguardo retorno!
    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Essas dores de amor! Difícil alguém que não as conheça.
    Obrigada pela visita.

    bjs

    ResponderEliminar